terça-feira, 17 de maio de 2016

MAIO



MAIO

Na lareira, o crepitar da lenha faz voar vagalumes incandescentes que festejam o meu olhar enquanto o chocolate quente faz a vez dos seus beijos. Na janela, a cortina entreaberta, deixa uma réstia de céu e a palidez da lua de outono desenha a copa dos pinheiros. O silencio é quebrado pelo canto das garças em seus ninhos, nas árvores da praça. É outono-, e tudo está diferente, até a minha vida está diferente. Entre um gole e outro do chocolate quente, eu percebo um gosto suave deixado pela pitadinha de noz moscada, esse pequeno detalhe me faz imediatamente, lembrar de você. A pergunta surge na hora _Será que ele gosta de chocolate com noz moscada?! _, e pensando assim, me vejo tomada por um sorriso e um suspiro profundo acompanhados de um 'levantar de ombros' simulando um abraço, que me deixa muito mais feliz. Descobrir os seus gostos está sendo maravilhoso e cada detalhe é especial, porque o Amor é assim____especial e as nossas diversas idades são como a pitadinha de noz moscada, é o que nos torna singularmente claros aos olhos de quem nos observa, não por curiosidade, mas porque nos ama. Os vagalumes saem das chamas e são tão lindos que eu ficaria a noite toda, aqui, olhando o crepitar do fogo, não fosse o frio dessa noite de maio e a urgência de sonhar com o calor do seus braços.

para Odur

Nenhum comentário:

Postar um comentário